Política de Uso Aceitável

  1. Termos de Uso.
    1. Termos Gerais. É de responsabilidade de todos os clientes da HIGHWINDS ler e cumprir esta Política de Uso Aceitável (a “Política”). Os clientes da HIGHWINDS que fornecerem serviços aos seus próprios clientes ou a outros usuários finais são responsáveis pelo cumprimento dos termos desta Política por seus clientes ou usuários finais, devendo tomar as medidas para assegurar o cumprimento desta Política por seus usuários. Para fins desta Política, “CLIENTE” significa os clientes da HIGHWINDS para os quais a HIGHWINDS presta seus serviços, bem como todos os empregados, agentes e terceiros (inclusive clientes e usuários finais) a quem a CLIENTE disponibiliza os serviços da HIGHWINDS.
    2. Vedações Gerais. Os atos abaixo descritos são definidos pela HIGHWINDS como “abuso de rede” e são estritamente proibidos nos termos desta Política. Os exemplos indicados abaixo consistem em um rol não taxativo e servem apenas como orientação para as CLIENTES; A HIGHWINDS reserva a si o direito de determinar que qualquer conduta efetiva ou potencialmente prejudicial à rede da HIGHWINDS, às CLIENTES ou aos usuários consiste em violação a esta Política, bem como de exercer todos os remédios jurídicos previstos nesta Política. Caso alguma CLIENTE esteja em dúvida se determinado uso ou ato é permitido, será de responsabilidade da CLIENTE averiguar se o uso é permitido ou não, entrando em contato com a HIGHWINDS através do e-mail cdn-abuse@highwinds.com. Em geral, as CLIENTES da HIGHWINDS não poderão usar a rede, as máquinas ou os serviços da HIGHWINDS de maneira que:
      • viole qualquer lei, regulamento, tratado ou tarifa aplicável, inclusive, mas não apenas, leis sobre privacidade de dados;
      • viole as políticas de uso aceitável aplicáveis a qualquer rede, máquina ou serviço acessado através da rede da HIGHWINDS;
      • desrespeite os direitos de propriedade intelectual da HIGHWINDS ou de outras pessoas;
      • viole a privacidade de outras pessoas;
      • envolva a revenda dos produtos ou serviços da HIGHWINDS, exceto se expressamente documentado em um instrumento escrito, em separado, ou no contrato inicial da CLIENTE com a HIGHWINDS;
      • envolva práticas enganosas de propaganda online, inclusive, mas não apenas, práticas que violem as diretrizes da United States Federal Trade Commission sobre esquemas de marketing adequados;
      • viole instruções específicas proferidas pela HIGHWINDS por motivos de idoneidade, segurança ou qualidade de qualquer outro serviço de telecomunicação fornecido pela HIGHWINDS ou por motivo de necessidade de compatibilização técnica dos equipamentos constantes da rede da HIGHWINDS;
      • afete substancialmente a qualidade de qualquer serviço de telecomunicação fornecido pela HIGHWINDS; ou
      • viole de alguma forma esta Política.
    3. Vedações Específicas. As seguintes atividades, dentre outras, também são expressamente proibidas:
      • uso não autorizado (ou tentativa de uso não autorizado) ou sabotagem de computadores, máquinas ou redes;
      • tentativa de interferência ou recusa de serviço a um usuário ou provedor (p.ex. ataques de negativa de serviço e/ou ataques do tipo DNS spoofing);
      • falsificação de informações de identificação do usuário;
      • introdução de programas maliciosos na rede ou nos servidores da HIGHWINDS (p.ex. vírus, vermes (worms), cavalos de Tróia, etc.);
      • varredura das redes alheias, sem autorização, em busca de vulnerabilidades;
      • execução de qualquer forma de monitoramento de rede (p.ex., através da utilização de packet sniffers) ou realização de qualquer tipo de monitoramento ou intercepção de dados não designados para a CLIENTE, sem autorização;
      • tentativa de burlar a autenticação de CLIENTE ou a segurança de algum host, rede ou conta (“cracking”), sem autorização;
      • utilização de qualquer programa/script/comando ou envio de mensagens de qualquer natureza, com o intuito de interferir na sessão de terminal de CLIENTEs, através de qualquer meio, local ou via Internet;
      • a prática de “phishing,” ou seja, a simulação de comunicações a partir de e/ou site ou outro serviço de outra entidade, com a finalidade de obter informações sobre a identidade, as credenciais de autenticação ou outras informações dos usuários legítimos do serviço daquela entidade;
      • a prática de “pharming”, ou seja, a utilização de programas maliciosos, envenenamento de cache DNS ou outros meios a fim de redirecionar um usuário a um site ou a outro serviço que simule o serviço oferecido pela entidade legítima, com o intuito de obter informações sobre a identidade, credenciais de autenticação ou outras informações dos usuários legítimos dos serviços daquela entidade;
      • transmissão ou recebimento, transferência de dados (uploading), utilização ou reutilização de material de conteúdo abusivo, indecente, difamatório, obsceno ou ameaçador, ou em violação a direito autoral, sigilo, privacidade ou direitos semelhantes de terceiros;
      • fornecimento de dados falsos ou incorretos no formulário de cadastro;
      • utilização dos serviços que ultrapassem os limites de largura de banda especificados para a conta de usuário da CLIENTE;
      • publicidade, transmissão ou disponibilização de qualquer software, programa, produto ou serviço que viole esta Política;
      • tentativa de burlar ou alterar os processos ou os procedimentos de medição de tempo, utilização de largura de banda ou outros métodos para documentar o “uso” dos produtos e serviços da HIGHWINDS;
      • falsificação de informações de cabeçalho ou de identificação do usuário;
      • ruptura ou tentativa de ruptura de segurança ou comunicação via Internet, inclusive, mas não apenas, acesso a dados não destinados à CLIENTE, ou inscrição em servidor ou conta da HIGHWINDS a qual a CLIENTE não esteja expressamente autorizada a acessar;
      • seqüestro de espaço de IP;
      • envio de email de grande volume não solicitado (“opt-out”)
      • coleta de respostas de mensagens de email em massa não solicitadas;
      • envio deliberado de anexos excessivamente grandes a um destinatário específico de email;
      • transmissão de mensagens de email comerciais não solicitadas;
      • manutenção servidor de e-mail do tipo open relay e/ou conexão aberta de proxy (open proxy); e
      • coleta de endereços de email da Internet com a intenção de enviar email em massa e não solicitado ou de fornecer a terceiros os endereços coletados com a mesma intenção.
    4. Filtros. A HIGHWINDS reserve a si o direito de instalar e utilizar, ou fazer com que a CLIENTE instale e utilize, qualquer dispositivo adequado a fim de prevenir violações a esta Política, inclusive dispositivos destinados a filtrar ou cancelar o acesso aos serviços da HIGHWINDS.
    5. Digital Millennium Copyright Act [lei de proteção de direitos de autor no milênio digital]. A HIGHWINDS tem como política responder prontamente a alegações de violação de propriedade intelectual. A HIGHWINDS irá processar e investigar, de imediato, notificações de suposta violação e tomará as devidas providências, nos termos da lei Digital Millennium Copyright Act [lei de proteção de direitos de autor no milênio digital] (“DMCA”) e de outras leis de propriedade intelectual aplicáveis. Diante do recebimento de notificações feitas em total ou substancial conformidade com a DMCA e quando a questão for de seu controle, a HIGHWINDS irá agir com rapidez para excluir ou desabilitar o acesso a qualquer material que supostamente viole direito autoral ou que seja suposto objeto de atividade violadora, agindo prontamente para excluir ou desabilitar o acesso a qualquer referência ou link ao material ou atividade violadora. A HIGHWINDS irá cancelar o acesso de CLIENTES que praticarem repetidas violações. Caso você tenha motivos para acreditar que um trabalho protegido por direitos autorais foi copiado e está disponível para acesso através de nosso site de forma que constitua violação a direitos autorais, poderá nos enviar uma notificação, fornecendo ao nosso agente de direitos autorais registrado as seguintes informações:
      • assinatura física ou eletrônica da pessoa autorizada a agir em nome do titular do direito autoral;
      • descrição do trabalho protegido por direitos autorais supostamente violados;
      • descrição do local em que o material protegido por direitos autorais supostamente violados pode ser encontrado no site;
      • seu endereço, telefone e endereço de e-mail;
      • declaração sua de que você acredita de boa fé que o uso questionado não foi autorizado pelo titular dos direitos autorais, seu agente de direitos autorais ou por lei; e
      • declaração sua, sob pena de falso testemunho, de que as informações acima contidas em sua notificação são verdadeiras e de que você é o titular dos direitos autorais ou pessoa autorizada a agir em nome do titular dos direitos autorais.

      As notificações de violação de direitos autorais devem ser enviadas para o endereço cdn-dmca@highwinds.com. Sempre que a HIGHWINDS excluir ou desabilitar o acesso a qualquer material que supostamente viole direitos autorais, a HIGHWINDS poderá entrar em contato com a CLIENTE que divulgou o material para lhe dar a oportunidade de se manifestar sobre a notificação. Toda e qualquer contra-notificação enviada pela CLIENTE será fornecida à parte que alegou a violação. A HIGHWINDS concederá à parte que alegou a violação a oportunidade de buscar proteção judicial, nos termos da DMCA, antes de a HIGHWINDS substituir ou restabelecer o acesso a qualquer material em virtude de contra-notificação.

    6. Colaboração com as Autoridades Fiscalizadoras. A HIGHWINDS deverá cooperar com as autoridades fiscalizadoras, bem como com outras partes envolvidas na investigação de atividades supostamente ilegais ou inadequadas. A HIGHWINDS reserva a si o direito de divulgar informações da CLIENTE na medida em que isso for autorizado ou exigido pelas leis federais ou estaduais. Sem limitar o quanto acima exposto, com relação aos casos que envolvam pornografia infantil, a HIGHWINDS cumpre todas as leis federais e estaduais e envia notificações ao National Center for the Missing and Exploited Children e aos demais órgãos competentes, inclusive, mas não apenas, à Internet Watch Foundation, e exclui todo o conteúdo solicitado por esses órgãos.
    7. Notificação de Evento de Segurança Iminente. A CLIENTE é responsável por notificar a HIGHWINDS imediatamente caso tome conhecimento de um evento iminente capaz de afetar a rede da HIGHWINDS, inclusive, dentre outros, ameaças de extorsão envolvendo ameaças de ataques de “negação de serviço” (denial of service), uso não autorizado ou outros eventos relacionados a segurança.
    8. Configuração. A CLIENTE é responsável por configurar seus próprios sistemas a fim de assegurar o mais alto grau de responsabilidade possível. A HIGHWINDS não será responsável por nenhum dano decorrente dessas configurações de sistema, ainda que tais configurações tenham sido autorizadas ou solicitadas pela HIGHWINDS. A CLIENTE deverá, por exemplo, assegurar a existência de linhas de trajetória (“path”) claras nos cabeçalhos de notícias, para que se possa identificar a origem do conteúdo postado. A CLIENTE também deverá configurar seus agentes de transporte de e-mail (Mail Transport Agents – MTA) para autenticar (através da procura do nome ou de procedimentos semelhantes) sistema conectado para a troca de e-mail, e deverá apresentar as informações do cabeçalho da maneira mais clara possível. A CLIENTE deverá, ainda, por exemplo, manter registros de endereços de IP definidos de maneira dinâmica. A CLIENTE é responsável por se informar sobre e configurar seus sistemas com, no mínimo, segurança básica. Na hipótese de violação de sistemas no site da CLIENTE, a CLIENTE será responsável por comunicar a violação e consertar o sistema violado. Por exemplo, na hipótese de abuso de um site para a distribuição de software não licenciado, em virtude de um FTP (File Transfer Protocol) mal configurado, a CLIENTE será responsável pela reconfiguração do sistema a fim de cessar o abuso.
    9. Usuários Downstream. As CLIENTES de serviços de tráfego na Internet e colocation da HIGHWINDS, que forneçam esses mesmos serviços para seus próprios usuários, são obrigadas a repassar aos seus usuários, através de contrato, as restrições contidas nesta Política, tomando providências para assegurar o cumprimento desta Política por seus usuários, inclusive, dentre outras coisas, rescindindo o contrato com o usuário na hipótese de violação desta Política. As CLIENTES de serviços de tráfego na Internet e colocation, que forneçam serviços aos seus próprios usuários, deverão também manter endereços válidos de postmaster e para comunicação de abusos, para seus domínios; observar todos os RFCs de Internet aplicáveis; manter informações adequadas de DNS reverso para todos os provedores que recebam conectividade através da rede da HIGHWINDS, com relação a que a responsabilidade sobre DNS tenha sido transferida à CLIENTE; Manter informações de contato corretas junto ao InterNIC e outros domínios pertinentes, registros de IP e AS; Tomar medidas razoáveis para evitar a prática de spoofing de IP por seus usuários e CLIENTES downstream, inclusive, dentre outras, utilizando o unicast reverse-path forwarding de IP (“uRPF”) sempre que apropriado e utilizado a filtragem de endereço de IP sempre que apropriado; Fornecer à HIGHWINDS um endereço de contato disponível 24 horas, 7 dias por semana, para lidar com problemas de segurança e abuso; e agir prontamente para garantir o cumprimento da Política da HIGHWINDS pelos usuários. Sempre que a HIGHWINDS receber uma reclamação de suposta violação desta Política por um usuário da CLIENTE, a HIGHWINDS poderá notificar a CLIENTE sobre a reclamação, informar o autor da reclamação que a CLIENTE irá investigar o caso e fornecer ao autor da reclamação as informações necessárias para que ele entre em contato diretamente com a CLIENTE para resolver o problema.
    10. E-mail. Com relação a e-mails transmitidos ou recebidos através da rede, dos servidores ou dos serviços da HIGHWINDS, são proibidos os seguintes atos:
      • Utilização de email com a finalidade de assédio, por meio da linguagem, freqüência ou tamanho das mensagens. Continuar a enviar e-mails para uma pessoa após ter recebido solicitação para parar consiste em assédio;
      • Utilização de email com a finalidade de perturbar o destinatário (p.ex., através do bombardeio de mensagens (mail bombing), “flashing”, etc.);
      • Criação de e-mail com informações falsas no cabeçalho;
      • Criação de e-mail com informações falsas ou obscuras (p.ex., URLs codificadas ou “ofuscadas”) com a intenção de esconder a identificação da localização do que está sendo anunciado;
      • Criação de correntes, pirâmides e hoaxes;
      • Utilização do servidor de e-mail de outra pessoa para fazer o relay de e-mail, sem permissão expressa dessa pessoa;
      • Utilização da conta da HIGHWINDS ou da CLIENTE para obter respostas às mensagens enviadas a partir de outro provedor que violem as regras desta Política ou as do outro provedor; e
      • Utilização dos serviços da HIGHWINDS em conexão ou em suporte com a operação de um servidor de e-mail, sem licença para operar tal servidor, em jurisdição onde tal licença é necessária.
    11. E-mail de Grande Volume. CLIENTEs que enviam email de grande volume utilizando os serviços da HIGHWINDS somente podem fazê-lo através do uso de listas “closed-loop opt-in”. Os CLIENTES que enviam e-mail de grande volume através do uso de listas “closed-loop opt-in” devem ter um método de confirmação ou verificação das assinaturas, e estar aptos a comprovar a assinatura a usuários que se queixarem do recebimento de e-mail indesejado. É vedado o envio de email de grande volume não solicitado (“opt-out”), e tal prática constitui motivo para o cancelamento dos serviços às CLIENTES que assim procederem. É vedado envio de e-mail de grande volume “opt-out” a partir de outro provedor, anunciando o uso ou implicando no uso, direta ou indiretamente, de algum serviço hospedado ou fornecido pela HIGHWINDS, inclusive, dentre outros, serviços de email, web, distribuição de conteúdo, FTP e DNS. As CLIENTES não podem anunciar, distribuir ou usar software com o propósito de facilitar o envio de email do tipo “opt-out” ou de coletar endereços de email da Internet. Além disso, as CLIENTES não podem vender ou distribuir listas de endereços de e-mail coletados para a finalidade de email do tipo “opt-out”. As CLIENTES que fornecerem ou se utilizarem de serviço que emprega IDs de referência serão consideradas responsáveis por emails de grande volume não solicitados, enviados por membros do serviço de ID de referência, os quais façam menção aos serviços hospedados pela HIGHWINDS. Serão cobrados das CLIENTES que se envolverem na prática de envio de e-mails de grande volume não solicitados, tal como acima previsto, a partir das contas da HIGHWINDS, os custos do trabalho envolvido para responder a reclamações, no valor mínimo de $200. As CLIENTES incluídas em lista de abuso por spam reconhecida na indústria serão consideradas violadoras desta Política.
    12. Usenet. Antes de se tornarem participantes ativas, as CLIENTES devem se familiarizar com o trabalho desenvolvido pela Usenet através da leitura das perguntas freqüentes (FAQs) sobre a Usenet, disponíveis no endereço http://www.faqs.org/faqs. A HIGHWINDS impõe as seguintes restrições ao envio de posts para newsgroups pelas suas CLIENTES:
      • Não é permitido nenhum conteúdo ilegal, inclusive esquemas de pirâmide/Ponzi, materiais impróprios ou pornografia infantil;
      • Todos os postings, inclusive, dentre outros, cross-postings, deverão estar em conformidade com as diversas convenções, os estatutos, as diretrizes e a cultura local de cada newsgroup pertinente, bem como da Usenet como um todo. Por exemplo, na maioria dos newsgroups da Usenet, anúncios comerciais são normalmente off-topic [fora do tópico] e/ou constituem violação ao estatuto.
      • São vedados postings, materiais ou atividades considerados pela HIGHWINDS, a seu exclusivo critério, como descabidas, ilegais, obscenas, ameaçadoras, abusivas, falsas, odiosas, excessivas ou repetitivas, a menos que tais materiais ou atividades sejam expressamente permitidas ou incentivadas em virtude do nome, das FAQs ou do estatuto do newsgroup.
      • É vedado o envio de 20 cópias ou mais de um mesmo artigo, em um período de 45 dias (“spam”), ou a continuação do envio de mensagens off-topic, inclusive mensagens comerciais (exceto se expressamente solicitadas). Serão cobrados das CLIENTES que se envolverem na prática de spam utilizando as contas da HIGHWINDS os custos do trabalho envolvido no envio de cancelamentos e nas respostas a reclamações, no valor mínimo de $200. É vedada às CLIENTES a prática de spam através do uso de outro provedor, anunciando o uso ou implicando no uso, direta ou indiretamente, de algum serviço hospedado ou fornecido pela HIGHWINDS, inclusive, dentre outros, serviços de email, web, distribuição de conteúdo, FTP e DNS. Tal prática constitui motivo para o cancelamento dos serviços aos usuários.
      • Cross-posting em excesso; e
      • É vedado o envio de artigos com informações falsas no cabeçalho. A alteração (“munging”) de informações do cabeçalho para frustrar a coleta de endereços de email por “spammers” é aceitável caso haja meios razoáveis de responder ao autor da mensagem. É aceitável o uso de “re-enviadores” anônimos, contanto que tal uso não se configure como violação a esta Política.

      As CLIENTES não podem efetuar o cancelamento de mensagens com exceção daquelas que tenham postado por si próprias, mensagens com cabeçalhos falsos que pareçam ter sido originadas da CLIENTE ou mensagens geradas em newsgroups dos quais as CLIENTES atuem como moderadoras oficiais.

    13. Rede Mundial (World Wide Web) e FTP. A HIGHWINDS reserva a si o direito de exigir que os sites que usem espaço da Web ou FTP e recebam grande quantidade de tráfego sejam transferidos para outros servidores. Arquivos FTP e páginas da Web não devem conter material, texto ou imagem, hospedados nos servidores da HIGHWINDS ou “transclusionadas” (imagens de outro site exibido na página) que viole ou infrinja direito autoral, marca registrada, patente, preceito legal, preceito de common law ou direitos exclusivos de terceiros. As páginas da Web e os arquivos FTP poderão não conter links que iniciem o download de materiais que violem direitos autorais ou outros materiais ilegais.
    14. Protocolos de Roteamento e Troca de Rota. Caso a HIGHWINDS tome conhecimento de que a CLIENTE está enviando publicações de rota desnecessárias ou excessivas, a HIGHWINDS reserva a si o direito de limitar o número de rotas aceitas.
    15. Internet Relay Chat. É proibido o uso de bots IRC. É vedado inundar, clonar, praticar spoofing, assediar ou prejudicar a capacidade de outros de utilizar adequadamente o IRC. A representação de outros usuários, a propaganda e o spam via IRC também são proibidos. São vedados serviços IRC que estiverem operando como canais de comando e de controle para bots, e qualquer violação submeterá a CLIENTE à filtragem e ao bloqueio, por parte da HIGHWINDS, dentro de um período de 24 horas, a partir do momento em que a HIGHWINDS tomar conhecimento da violação. A HIGHWINDS não é obrigada a fornecer à CLIENTE um aviso sobre ações dessa natureza.
    16. Servidores e Proxies. As CLIENTES não poderão rodar nos servidores da HIGHWINDS nenhum programa que torne um serviço ou recurso disponível para terceiros, inclusive, dentre outros, re-direcionadores de portas, servidores de Proxy, servidores de bate-papo, MUDs, servidores de arquivo e bots IRC. As CLIENTES não podem rodar esses programas em suas próprias máquinas conectadas à rede da HIGHWINDS com a intenção de tornar esses serviços ou recursos disponíveis a terceiros; é necessário ter uma conta de acesso dedicado para esse fim. As CLIENTES são responsáveis pela segurança de suas próprias redes, máquinas e contas, inclusive, dentre outras coisas, por manter as senhas e informações sobre a conta em sigilo. A HIGHWINDS não assume responsabilidade nem obrigação por falhas ou infrações a medidas de proteção impostas pela CLIENTE, sejam elas implícitas ou reais. Abusos decorrentes de sistema ou conta comprometida do CLIENTE, como, por exemplo, sistemas infectados por vermes (worms) ou cavalos de Tróia em decorrência da realização de download ou da execução de um anexo de email, poderão resultar na suspensão, pela HIGHWINDS, dos serviços ou acessos às contas. São vedados quaisquer programas, scripts ou processos que gerarem uma carga excessiva nos servidores da HIGHWINDS, e a HIGHWINDS reserva a si o direito de cancelar ou suspender programas, scripts ou processos desse tipo.
    17. Conexões de Dialup. As CLIENTES não podem rodar programas ou configurar máquinas de maneira a manter uma conexão de dialup ativa quando não estiver em uso, ou ignorar desconexão automática em caso de inatividade, a menos que possuam uma conta de acesso dedicado à Internet. As CLIENTES não podem ter múltiplas conexões simultâneas utilizando uma única conta de dialup. A HIGHWINDS reserva a si o direito de impor restrições ou cancelar contas que constituam violações das condições ora estabelecidas. Os servidores de acesso de dialup da HIGHWINDS serão desconectados depois de 30 minutos de inatividade e depois de 12 horas de acesso contínuo.
    18. Armazenamento de Arquivos. É vedado o armazenamento, nos servidores da HIGHWINDS, de qualquer programa, utilidade ou arquivo cujo uso constituiria violação desta Política. Por exemplo, o armazenamento de scripts de hacker, bots IRC ou software de spam nos servidores da HIGHWINDS constituem violações.
  2. Privacidade. Como a Internet consiste em um meio de comunicação aberto e não seguro por natureza, todos os dados e informações transmitidos por usuários através da Internet são suscetíveis a interceptação e alteração. Observada sua Política de Privacidade online anexa a este instrumento, a HIGHWINDS não presta nenhuma garantia nem assume nenhuma responsabilidade com relação à segurança e integridade de dados ou informações transmitidas por uma CLIENTE através dos serviços da HIGHWINDS ou via Internet, inclusive dados ou informações transmitidos através de servidores tidos como “seguros”. As CLIENTES não devem ter nenhuma expectativa de sigilo com relação a qualquer conteúdo, inclusive contas de arquivos transmitidos através dos serviços da HIGHWINDS.
  3. Violações. A HIGHWINDS decidirá, a seu exclusivo critério, se determinada atividade da CLIENTE ou uso dos serviços da HIGHWINDS pela CLIENTE constitui violação aos termos do presente instrumento. Na hipótese de violação ou falta de cumprimento desta Política por uma CLIENTE, a HIGHWINDS reserva a si o direito específico de, a seu critério, pleitear os remédios jurídicos que considerar aplicáveis, inclusive, dentre outros, suspensão ou cancelamento de um serviço ou de serviços prestados pela HIGHWINDS, bem como outros remédios jurídicos disponíveis em lei ou eqüidade. A HIGHWINDS poderá tomar essas medidas independentemente de notificação à CLIENTE.
  4. Modificações à Política. Esta Política está sujeita a alterações através da publicação de notificação neste site; sendo que as CLIENTES são responsáveis por verificar o site para constatar eventuais modificações. A última atualização a esta Política foi feita em 23 de janeiro de 2008. Ainda que a HIGHWINDS envide esforços razoáveis para fornecer neste site informações precisas e atuais, a HIGHWINDS não presta nenhuma garantia ou declaração quanto à exatidão de tais informações. Além disso, é possível que informações tidas como exatas no momento de sua divulgação tenham sido alteradas, pelo que elas podem agora não ser mais corretas ou não estar mais em vigor. A HIGHWINDS não assume nenhuma responsabilidade pela atualização dessas informações.
  5. Termos e Condições Adicionais. O uso da rede e dos serviços da HIGHWINDS está sujeito aos termos e condições dos contratos eventualmente celebrados entre a CLIENTE e a HIGHWINDS. Esta Política foi incorporada a tais contratos por referência.
  6. Informações de Contato. Para entrar em contato conosco com perguntas ou comentários sobre esta Política, ou para denunciar violações a esta Política, favor enviar um e-mail para cdn-abuse@highwinds.com.